Paredes de Coura 2018

VODAFONE PAREDES DE COURA 2018

Passámos uma semana inteira divididos entre campismo, a vila, o rio e o recinto. O Vodafone Paredes de Coura é mesmo um festival especial, seja em Portugal ou no resto do mundo. Ficam aqui arquivadas as emissões que fizemos, tanto na área da press como pelo recinto.


No primeiro dia oficial de festival, e ainda algo atarantados com o início das hostilidades, antevimos o restante do primeiro dia logo depois do concerto dos Grandfather's House, com incidência no grupo francês, The Blaze, que propunha electrónica sensível ao fechar dos concertos, e no obrigatório Conan Osiris. Quanto aos primeiros, ficámos com a sensação de serem um projecto muito mais interessante na sua componente visual (o duo que compõe produz simultaneamente os vídeos das músicas), ainda algo incapazes de aguentar um espectáculo ao vivo; Conan, por outro lado, é cada vez mais um nome imperdível do panorama nacional. Durante a emissão, ficou registada ainda a visita relâmpago de Wandson Lisboa, que continua a protagonizar momentos nestas emissões.

15/08 - A primeira emissão na press; sobre Grandfather's House, e visita do Wandson.

Ao segundo dia, e já com a companhia de Isabel Leirós, pusemos a conversa em dia sobre o Festival. A conversa é unilateral, e algo bizarra, porque a equipa técnica - eu - se esqueceu de levar um segundo par de headphones: portanto, há uma mão cheia de momentos absurdos, tanto quanto brilhantes. É rádio da boa, a descobrir. Temos rescaldo de Shame, S. Pedro, e King Gizzard and The Lizard Wizard, com considerações sobre o rock à séria regados a > 4 finos (ou imperiais, mas deve ter sido freudian slip da Isabel).

16/08 - Com Isabel Leirós, sobre o campismo, dia anterior e presente noite, descoordenados.

Na sexta-feira, grande parte do dia foi passada em jornada pela vila e arredores, a pé. Munido do gravador, documentei a subida do campismo, a chegada à vila, e o resto do caminho, sempre a subir até aos telhados de Coura. O resultado não é brilhante, mas foi uma experiência necessária, e a música comenta o dia anterior assim como antevê os concertos desse dia.

17/08 - Tentativa de colagem com soundwalk em Coura, fuga aos telhados em vários movimentos.

Para o último dia, reunimos uma vez mais com a Isabel para nos despedirmos em grande. Há comentário a muitos dos nomes que passaram pelo Festival, algumas ideias sobre eventuais mudanças ao recinto, e takeovers por parte das várias pessoas que passavam pela nossa mesa de emissão. Entre elas, O Salgado, esse homem-instituição da vida cultural portuense, que revelou, em surdina, o que se vai passar n'O Salgado Faz Anos... FEST! de 2019.

18/08 - Emissão de despedida, com considerações várias e takeover d'O Salgado e PAC.

E, como bónus, fica uma bonita conversa com Guilherme Gaspar - que já conhecemos das emissões no NOS Primavera Sound deste ano - sobre o olfacto, um tema que tem vindo a explorar academicamente. Porque é que isto é relevante? Porque ele fala bem, e é o tipo de conversa que faz ainda mais sentido na bonita lassidão passada à beira-rio num festival como este. Para o ano há mais.

18/08 - Meditações sobre o olfacto, à beira-rio com Guilherme Gaspar.


[fotografias: carolina isabete]